domingo, 16 de agosto de 2009

DS x mãe. Quem ganha esta batalha?

Postado por Flávia às domingo, agosto 16, 2009


Mãe sempre se acha muito esperta. Até que vem o DS. Para quem não conhece o DS é um monstrinho cor de rosa que tem o poder de roubar seus filhos de você. Mentira. DS é só um joguinho bobo da Nintendo. Mentira de novo.

A verdade é que o DS é um brinquedinho muito, muito bacana. De tão divertido que o danado é, qualquer ser humano normal seria capaz de perder hooooras sob seu controle. É aí que mora o perigo...

Esses dias, euzinha, a mãe super mega inteligente e antenada, capaz de adivinhar até pensamento de filho, resolvi brincar um pouco com o tal DS. Na tela o Gil, um cachorrinho, que eu deveria tomar conta (lembra do bichinho virtual? A ideia é a mesma).

Tudo estava indo muito bem até que o bicho quis brincar. Foi então que apareceu na telinha um soprador de bolinhas (sabe aquele que a gente fazia de arame e barbante? Igualzinho.) E fiquei eu lá, aperta botão, aperta "xizinho" e nada. Até que a santa criaturinha dona do monstrinho falou:

- Mãe, sopra!
- Como assim, sopra? (eu, a mãe "esperta")
- Sopra mãe! Assim! (fazendo biquinho e soprando, literalmente!)
- Hein?!? (eu de novo, a mãe incrédula achando que ia cair numa pegadinha...)
- Sopra mãe, pra fazer as bolinhas, o Gil quer brincar, ué!

É, tinha que soprar mesmo, a telinha do DS, o monstrinho cor de rosa. Não era pegadinha... A gente assopra, as bolinhas aparecem (com a mesma intensidade do sopro) e o cachorrinho fica feliz. Simples assim, não tem nem que pensar (olha aí o perigo de novo...)

E fiquei eu com cara de boba (mentira, eu disfarcei... rs rs), achando aquilo o máximo da tecnologia!!

Dá para competir com um negócio desses? Dá. Verdade!

É aí que entra a caneca pintadinha lá de cima.

Existe no mercado uma linha de canetas coloridas especiais para porcelanas e louças.
A coisa é bem simples: desenhar direto na caneca (ou na xícara, no prato...), pintar com a mesma caneta, deixar secar e queimar em forno caseiro por alguns minutos.

O trabalho resiste a lavagens e fica bem bonito, com a cara da criança. Mais legal que DS, segundo minha pequena! (alívio, o mundo não está perdido!... rs rs)

Se quisermos criar gente de verdade, pessoas que se preocupam com o outro e que vão construir o tal do "mundo melhor", temos que investir nosso tempo neste projeto, não tem jeito. A TV, o computador e os video games não vão conseguir educar nossos filhos como nós queremos. Teremos trabalho duro pela frente...

E você, como investe seu tempo para o tal "mundo melhor" que a gente vive falando?

Bjsss

7 comentários on "DS x mãe. Quem ganha esta batalha?"

Nosso Futuro Lar on 16 de agosto de 2009 14:48 disse...

Adoro poder personalizar meus objetos. Adorei a dica. bjinho e boa semana.

Fala mãe! on 16 de agosto de 2009 15:09 disse...

Que barato! Adorei! beijos

Débora Fouraux on 16 de agosto de 2009 16:12 disse...

Oi Flá! que legall! adorei essa dica da canecaa! Deve ficar linda msm! Beijinhos

Amanda on 16 de agosto de 2009 16:33 disse...

Adorei... realmente não é nada fácil... sou professora, não tenho filhos, mas é bem comum ouvir crianças dizendo q cd rom é mais legal q livro.. aff... pensa q é fácil planejar atividades mais atraentes com pouca tecnologia? hhehehe... não é ... não mesmo... mas é pensando como vc que a gente chega lá, esbanjando criatividade! bjs

Lidiane Vasconcelos on 17 de agosto de 2009 08:27 disse...

Ai, Flávia!
Deixa antes eu falar que pensei que a história do “assopra” fosse mesmo uma pegadinha... kkkkk...

Gente! Mãe passa por cada coisa! :o

Bom, a pergunta que você faz é intrigante. Como não sou mãe, não sinto ainda a sensação poderosa que deve ser ter uma criaturinha para você educar e sentir, de verdade, que ao educá-la bem está fazendo algo concreto por um mundo melhor.

Eu procuro dar minha contribuição educando os outros que convivem comigo através de minhas atitudes. Acredito que quando eu NÃO esqueço coisas simples como um “bom dia”, “obrigada”, “licença” ou “desculpe”, eu surpreendo o outro com mina gentileza e desperto a atenção dele para usar também.

Penso que agir com verdade e simplicidade com as pessoas também é uma forma de espalhar atitudes de civilidade e respeito para com o outro. E por aí vai, Flávia. Creio que assim, com esses exemplos, faço a minha parte.

Obrigada por post tão reflexivo.
Beijos

Ana on 18 de agosto de 2009 07:30 disse...

Olá! Sabe, aqui em casa a moda é o tal de X Box 360. Até o marido fica horas "jogando" (brincando mesmo!) com a desculpa de que não tinha isso quando era criança! Outro dia me chamou pra jogar com ele, fazer dupla e coisa e tal. Não deu nadinha certo, pois o jogo, que era pra ser um divertimento, acabou se tornando motivo de piada dos filhos e marido. Euzinha não conseguia acertar nadinha do que tinha que fazer, aí, já viu, né!? 3 homens rindo de se acabar! E eu, tirei meu time de campo, acho que posso contribuir para tornar o mundo melhor de outro jeito. Esse negócio de X e O, só se for no joga da velha! (Da velha aqui mesmo!) Bjinhos

Cláudia Ramalho on 19 de dezembro de 2009 12:12 disse...

Merece ganhar! Já votei. Concordo em gênero, númeor e grau. E viva à educação de qualidade!

Postar um comentário

Seja bem vindo!

Que bom que você parou para um cafezinho! Volte sempre, viu?

Procuro sempre responder aqui, ou por e-mail.

Bjsss

 

Casa da Flá Copyright © 2009 Girl Music is Designed by Ipietoon Sponsored by Emocutez